HISTÓRIA COMPLETA

A Primeira Igreja Presbiteriana da Indaiatuba tem muito história para contar

UM POUCO MAIS SOBRE NÓS

   O presbiterianismo em Indaiatuba já possui mais 100 anos. O trabalho teve início em dois núcleos, uma na zona rural e outra na cidade.
   O primeiro núcleo, reuniu-se pela primeira vez, em 1911, na casa da Sra. Pedrina Soares Wolf, no Mato Dentro, zona rural de Indaiatuba, hoje, bairro; onde contava com apoio de membros da Congregação de Monte Mor/SP, dirigidos por missionários da West Brazil Mission. Este núcleo cresceu com a participação da família Stahl, que também realizava cultos em sua casa.  
  Já na cidade, o primeiro culto presbiteriano, ocorreu em 20 de agosto do mesmo ano na residência do Sr. Asprígio Alves Ferreira com a presença do Rev. James Porter Smith. 

   Na década de 20, a West Brazil Mission entregou ao Presbitério de São Paulo uma nova congregação, constituída do núcleo da cidade e do Mato Dentro. O Presbitério recebeu a ambas, e em 1929 os transformou em Congregação Presbiterial. 
   Em 01 de maio de 1932, uma comissão nomeada pelo então Presbitério de São Paulo composta por Rev. João Paulo de Camargo, Rev. Paulo de Miranda Costivelli e o presbítero Urias Arruda e com a presença de 23 membros comungantes, deu-se a organização da comunidade que passou a ser chamada de Igreja Presbiteriana de Indaiatuba. As 23 pessoas cujos nomes estão registrados na ata de constituição da Igreja pertenciam as famílias Stahl, Stein, Paratelli, Bianchini, Wolpi e Almeida. A essas famílias se juntaram os: Krähembull, Klinke, Fahl, Shoereder, Boccia, Lima, Ims, Nicolucci, Inhauser, Candello entre outras ano após ano. 

   Em dezembro de 1933 foi construído um pequeno salão que abrigou os primeiros membros e em 27 de agosto de 1961, a igreja reunida em assembleia, resolveu dar início a construção de um novo pavilhão de educação religiosa destinado a Escola Dominical, de atividades de jovens e da Sociedade Auxiliadora Feminina (SAF), localizada na rua Bernardino de Campos.

Desde seu início até 1977, foram pastores da Igreja Presbiteriana de Indaiatuba: Rev. James Porter Smith; Rev. Caston Boyle;  Rev. George Hurst; Rev. Noe Wey; Rev. João Paulo Camargo; Rev. Paulo M. Costivelli; Rev. Avelino Boamorte; Rev. Antônio M. da Fonseca Jr; Rev. Renato Ribeiro dos Santos;  Rev. João Rangel Simões; Rev. Paulo Villon; Rev. Benedito Manuel de Carvalho; Rev. Matias Campos Fernandes; Rev. Miguel Orlando de Freitas; Rev. Alfredo T. Stein; Rev. José Cordeiro; Rev. Delfino Correia; Rev. Humberto X. Lens César; Rev. Calvino B. Pereira; Rev. Rubem de Almeida; Rev. Odair Taberda; Rev. Eládo V. Alfonso; Rev. Ataídes Antônio da Costa; Rev. Astrogildo de Oliveira Godoy; Rev. Hélio C. Leite; Rev.  Francisco X. da Silva; Rev. Eliseu Narciso e Rev. João Marinho Filho. Dia 29 de maio de 1977, marca um fato histórico para a Igreja Presbiteriana de Indaiatuba. Nesta data, houve uma assembleia para deliberar sobre a reforma dos estatutos da Igreja local. Nesta reunião, 34 membros comungantes, negaram-se a abandonar à sua fidelidade aos estatutos da Igreja Presbiteriana do Brasil, e desde então, reuniam-se em uma garagem na rua Pedro Gonçalves. Em 31 de outubro de 1977, data que comemorava-se 460 anos da Reforma Protestante, era organizada a Primeira Igreja Presbiteriana de Indaiatuba, que continuou fiel à doutrina das Sagradas Escrituras e jurisdicionada à Igreja Presbiteriana do Brasil. 

   Hoje, a Primeira Igreja Presbiteriana de Indaiatuba, localizada na Rua Tuiuti, conta com 294 membros comungantes e 57 membros não comungantes. Possui ministérios: musicais, de missões, grupos de oração nos lares, grupo de casais e sociedades internas: SAF – Sociedade Auxiliadora Feminina (organizada em 1930); UMP – União Mocidade Presbiteriana (organizada em 1982); UCP – União de Crianças Presbiterianas (organizada em 1984); UPH – União Presbiteriana de Homens (organizada em 1985) e UPA – União Presbiteriana de Adolescentes (organizada em 1994). 

  Foram pastores após a cisão até hoje: Rev. Jackson Macedo de Souza (pastor evangelista) de 31 de outubro de 1977 a 12 de março 1978; Rev. Felipe Manoel de Campos de 12 de março 1978 a 17 de junho de 1979; Rev. Lucas Francisco Ferreira de 17 de junho de 1979 a 10 de fevereiro de 1980; Rev. Abimael de Campos Vieira de 10 de fevereiro de 1980 a 22 de março de 1981; Rev. Lourival Correia de Freitas de 22 de março de 1981 a 13 de fevereiro de 1983; Rev. Jairo Marques das Neves de 13 de fevereiro de 1983 a 29 de janeiro de 1984; Rev. Oadi Salum de 29 de janeiro de 1984 a 02 de janeiro de 1994; Rev. Dercy de Lima de 02 de janeiro de 1994 a 07 de janeiro de 1996; Rev. Júpter de Oliveira Carvalho de 07 de janeiro de 1996 a 15 de fevereiro de 1998 ; Rev. Oadi Salum de 15 de fevereiro de 1998  a 13 de dezembro de 1998 (retorno); Rev. Sérgio Paulo Eler de 13 de dezembro de 1998 a 13 de janeiro de 2001; Rev. Shil Lang Wing de 13 de janeiro de 2001 a 21 de janeiro de 2005; Rev. Paulo Gérson Uliano desde 21 de janeiro de 2005 até hoje.

Referência bibliográfica: