MENSAGEM: SERVINDO A IGREJA COM OS DONS QUE RECEBEMOS DE DEUS!

por: Rev. Juliano Jesus Veloso

servir.jpg

“Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus” (1 Pedro 4.10).”

Uma das figuras usadas para a Igreja de Cristo é o corpo humano. O apostolo Paulo diz “Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo” (1Co 12.27). Sendo assim, cada cristão faz parte de um todo que é a Igreja de Cristo, e, Jesus Cristo é o cabeça desse corpo que é a Igreja (Efésios 5.23).

Cada uma das partes desse corpo apresenta habilidades especiais denominados dons espirituais. Esses dons espirituais não são produzidos por nós cristão. Na verdade, esses dons espirituais são cedidos por Deus aos crentes com um propósito especifico.

O cristão não deve usar os dons que recebeu da parte do Senhor da maneira que desejar. Pelo contrário, os dons dados por Deus devem ser usados para glória de Deus e em benefício da Igreja.

Explicando isso aos cristãos que viviam em cinco províncias romanas que ficavam numa região que hoje faz parte da Turquia, o apóstolo Pedro diz: “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu...” (1 Pedro 4.10[a]).

Os dons espirituais que recebemos da parte de Deus devem ser usados para servir os nossos irmãos em Cristo. Devem ser usados para servir a Igreja.

 

Pedro ainda diz “...como bons despenseiros da multiforme graça de Deus” (1 Pedro 4.10[b]). A palavra grega utilizada para despenseiro é “οικονομος” (oikonomos) que significa mordomo, administrador, despenseiro, feitor. O mordomo é a pessoa responsável por administrar a casa do seu senhor.  Da mesma forma, nós cristãos devemos administrar bem os dons que recebemos da parte de Deus. Esses dons não são nossos, mas devem ser administrados por nós da melhor maneira possível. E administrar bem esses dons significa coloca-los a serviço da Igreja. É isso que nosso Senhor requer de nós.

 

Sigamos, portanto, o exemplo de Jesus Cristo, nosso mestre, que veio ao mundo para servir, não para ser servido. (Marcos 10.45)

Que Deus nos dê a graça de colocarmos à disposição da Igreja os dons variados que recebemos no nosso Deus.